Reprodução Humana









Sistema reprodutor
 
A reprodução se dá em dois processos: sexuado e assexuado. Em algumas bactérias, plantas e animais, a prática é assexuada, ou seja, sem envolvimento direto entre macho e fêmea. Ao contrário da forma do ser humano se reproduzir, que se dá por meio da sexuada.
 
Nesse método, há fusão de dois gametas, o masculino e o feminino: respectivamente, espermatozoide e óvulo. Cada um é haploide, possui número “x” de cromossomos. Quando ocorre  meiose e depois a cariogamia (fusão dos núcleos dos gametas), formam uma célula diploide: o zigoto.

Após mitoses sucessivas, gera-se um descendente; porém, que só será concretizado em nove meses, exceto nos casos de bebês prematuros. E para que isso aconteça, é necessário, no caso dos seres humanos, a relação sexual.

O macho introduz o pênis ereto na vagina da fêmea. No meio desse processo, o órgão genital masculino lançará o sêmen, com os espermatozoides: por meio da ejaculação. Os espermatozoides viajarão pela vagina até chegar ao colo do útero. Os gametas se encontrarão na tuba uterina e haverá a fertilização. Ocorrido isso, a fêmea está grávida.

Sistema reprodutor masculino

sistema-reprodutor-masculinoVários órgãos compõem os sistemas reprodutores masculino e feminino. O aparelho masculino, é formado por: pênis, testículos, vias espermáticas: epidídimo, canal deferente, uretra; escroto; e as glândulas: próstata, vesícula seminal, glândulas bulbouretrais.

O pênis é tido como órgão principal do aparelho sexual masculino e é formado pelo corpo cavernoso e esponjoso, protetores da uretra; a glande ou cabeça do pênis, onde se localiza a abertura da uretra – fica na ponta da glande.
 
A uretra é o canal por onde passam a urina e o esperma; porém, com a contração de músculos, durante a ereção, não permite a mistura dos dois. Por isso, é possível ejacular e ao mesmo tempo estar com vontade de urinar; no entanto, eles não saem na mesma hora.

O prepúcio é a pele que envolve o pênis. Na tradição judaica, corta-se a ponta do prepúcio no processo chamada de circuncisão. No Ocidente, se faz a operação de fimose – quando a glande não consegue ser exposta.

Os testículos são glândulas genitais masculinas, que se encontram abaixo do pênis, protegidas por uma bolsa chamada de escroto. Lá, nos testículos, é onde se armazenam os espermatozoides. Além disso, eles produzem os hormônios sexuais masculinos, principalmente a testosterona: desenvolvem os órgãos genitais e os demais caracteres ( barba, pelo pubiano, massa muscular, voz grave, massa óssea, etc.).

Na bolsa escrotal, estão os testículos. Eles se conservam, dentro do saco, a temperaturas entre 1º C a 3ºC abaixo da temperatura corporal (36,5º C), mantendo assim, os espermatozoides conservados.

Epidídimos são tubos em formato de novelos que saem dos testículos. Canais deferentes são dois tubos que partem dos testículos e passam pela bexiga urinária e se mesclam com o ducto ejaculatório, chegando até a vesícula seminal. Elas, por sua vez, produzem o líquido seminal, viscoso, que se mistura com os espermatozoides que vêm do duto ejaculador e formam o sêmen, o que ajuda a mobilidade do gameta masculino.

A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga: produz secreção que incorpora a composição do sêmen e combate os diversos tipos de ácido, como também, o pH ácido da vagina que prejudica os espermatozoides.

Do aparelho reprodutor masculino também fazem parte as glândulas Bulbo Uretrais ou de Cowper: lançam secreções dentro da uretra, a fim de fazer a limpeza e preparar o caminho dos espermatozoides e lubrificar o pênis no ato sexual. Um líquido parecido com clara de ovo.


Sistema reprodutor feminino


sistema-reprodutor-femininoO sistema reprodutor feminino é composto por dois ovários, duas tubas uterinas ou trompas de Falópio, útero, vagina e vulva. A vagina é o canal que une o colo do útero a parte externa da genitália feminina. Possui cerca de 8 a 10 centímetros de comprimento. A vagina tem uma proteção chamada de hímen, que se rompe, geralmente, na primeira relação sexual. Na parte interna, existem duas glândulas responsáveis pela produção do muco lubrificante: as glândulas de Bartholin.

Esse canal é por onde o pênis, na relação sexual, entra e, também, o lugar de eliminação da urina e menstruação. Pela vagina saem os bebês nascidos por meio de parto normal.  Além disso, ela produz um pH ácido, que combate a proliferação de bactérias causadoras de doenças.

A vulva  ou pudendo é a parte externa e é protegida pelos grandes lábios – parte coberta pelos pelos pubianos, o lado de fora. Os pequenos lábios são pregas mais finas, envolvendo a vagina e protegendo a abertura dela e da uretra. E, no interior dos pequenos lábios, está o clitóris – encontrado na parte superior da vulva.

O clitóris é um corpo cavernoso repleto de terminações nervosas e tem sua função voltada para o prazer sexual na relação.  Externamente, é visível somente o capuz do clitóris ou prepúcio, que cobre, assim como no pênis, a glande quando está em repouso. Ele sofre contrações na relação e, possivelmente, muda sua coloração, como também, o tamanho.  

As tubas uterinas, ovidutos ou trompas de Falópio são dois canais que ligam o ovário ao útero. É formado por células cheias de cílios que encaminham a célula formada no ovário em direção ao útero.  Elas tentam impedir a chegada dos espermatozoides; porém, é complicado reter mais de 500 milhões, ou seja, não é tão difícil para eles alcançarem seu objetivo: o óvulo.

Geralmente, a fecundação nos seres humanos ocorre nas tubas uterinas, que têm aproximadamente entre 7 e 14 centímetros. Depois da fertilização, há o fenômeno chamado de nidação, o qual o zigoto (união dos dois gametas: espermatozoide e óvulo) desce para o útero.

Os ovários são gônadas (femininas) e é onde se produzem os óvulos. As gônadas estão na parte que corresponde a virilha e elas possuem um do lado esquerdo e outro do direito. Os  dois: ligados pelas trompas de Falópio. Têm um formato oval e apresentam parte interna e externa.

A ovulogênese é o processo que forma os óvulos e se dá antes do nascimento, aos três meses do bebê em formação no útero. As mulheres só possuem um folículo de Graaf: massa de tecido resultante do período de reprodução, em que o óvulo se prepara para a liberação e o tecido que o protege fica menos compacto e se enche de líquido.

Nos ovários, também, se dá a produção de hormônios femininos, tais como: progesterona e estrogênio são produzidos nessas glândulas responsáveis pelo aumento dos seios, por exemplo. Fazem a mesma função dos testículos. Outra coisa também é a função de regular a menstruação, que começa na puberdade e termina na menopausa.
 
 




Reprodução humana
Centro de reprodução humana
Sistema reprodutor
Fale conosco
Mapa do site